Resultados Nacional Sx 2018 - Lustosa

Resultados Nacional Sx 2018 - Lustosa

O dia 18 de Agosto marca o fim do Campeonato Nacional Sx de 2018, e a localidade de Lustosa será...

Resultados Regional PentaControl Mx / Nacional Infantis A - S. João Loure

Resultados Regional PentaControl Mx / Nacional Infantis A - S. João Loure

Já lá vão 28 anos desde que uma prova federada de Mx visitou a localidade de S. João de Loure,...

Horários S. João Loure - Regional PentaControl Mx + Nacional Infantis A Mx

Horários S. João Loure - Regional PentaControl Mx + Nacional Infantis A Mx

Foram precisos 28 anos para que S. João de Loure, próximo de Aveiro, voltasse a viver as...

Resultados Regional Mx Ribatejo 2018 - Glória Do Ribatejo

Resultados Regional Mx Ribatejo 2018 - Glória Do Ribatejo

Mês e meio volvido e o Campeonato Regional Mx Ribatejo está de regresso às pistas já este fim...

Resultados Nacional Mx 2018 - Carrazeda De Ansiães

Resultados Nacional Mx 2018 - Carrazeda De Ansiães

Eis que o Campeonato Nacional de Mx está de regresso a terras transmontanas e a uma localidade...

  • Resultados Nacional Sx 2018 - Lustosa

    Resultados Nacional Sx 2018 - Lustosa

    sábado, 18 agosto 2018 00:00
  • Resultados Regional PentaControl Mx / Nacional Infantis A - S. João Loure

    Resultados Regional PentaControl Mx / Nacional Infantis A - S. João Loure

    sábado, 14 julho 2018 08:00
  • Horários S. João Loure - Regional PentaControl Mx + Nacional Infantis A Mx

    Horários S. João Loure - Regional PentaControl Mx + Nacional Infantis A Mx

    quinta, 12 julho 2018 00:00
  • Resultados Regional Mx Ribatejo 2018 - Glória Do Ribatejo

    Resultados Regional Mx Ribatejo 2018 - Glória Do Ribatejo

    sábado, 23 junho 2018 07:00
  • Resultados Nacional Mx 2018 - Carrazeda De Ansiães

    Resultados Nacional Mx 2018 - Carrazeda De Ansiães

    domingo, 17 junho 2018 06:00
penta control.png

Apoios


















Próxima Prova

Valpaços 02.09.2018 08:00 11 Dias

INFORMAÇÃO

Reportagem Regional PentaControl Elite/Pró Mx S. João Pesqueira 2018 - João Barros Regressa Às Vitórias Em Corrida Empolgante

Vinte pilotos na totalidade divididos por dezanove em Elite e um em Pró deslocaram-se até ao interior do país para se defrontarem nas encostas do Douro, naquela que já se tornou uma paragem obrigatória do Regional PentaControl Mx. Apesar das dificuldades que o vento ia criando ao secar rapidamente a pista a organização do Clube Douro Xtreme tudo fez ao longo do dia para criar as melhores condições algo que, no final, acabou por ser rmuito positivo visto que nas corridas o pó apenas esporadicamente se fazia sentir tendo sido mais complicada a manhã de treinos em que o mesmo criou alguns problemas.

 

Mas falando da competição em si, a manhã ficou mais uma vez reservada às duas sessões de treinos ao Crossódromo por forma aos pilotos estudarem as melhores trajetórias e definirem as suas estratégias para a tarde. Na sessão livre o "visitante" André Martins começava a dar um ar da sua graça ao fazer a melhor volta à pista deixando segundo e meio de distância para João Barros e mais ainda para Francisco Salgado. Contudo nos treinos cronometrados era a vez de João Barros mostrar o porquê de o ano passado ter ficado invicto em provas fazendo a melhor volta ao circuito na frente de Francisco Salgado e André Martins. No entanto tudo ficava em aberto pois menos de um segundo separava este trio nos melhores registos aos traçado.

 

Dada a ordem de partida para a primeira manga Francisco Salgado era quem melhor reagia ao baixar da grelha chegando isolado no comando à primeira curva, trazendo um pouco mais atrás André Martins e João Barros. À primeira passagem pela linha de meta Salgado continuava a liderar a prova seguido por Martins e Barros completamente colados, mantendo-se este trio nesta ordem somente por duas voltas já que Martins sofria uma pequena queda que o fazia descer até quarto. Desta maneira a pressão ao líder ficou entregue a Barros que tentava de todas as formas possíveis desalojar o seu adversário do comando e, dessa forma, manter-se igualmente afastado da aproximação cada vez maior de André Martins que começava já a recuperar do tempo perdido anteriormente. As investidas de Barros acabaram por surtir efeito somente a três voltas do final, movimento que foi repetido por André Martins na volta seguinte. À medida que o tempo se esgotava o piloto da Suzuki ainda tentou um forcing final para chegar a primeiro mas tal mostrou-se impossível e assim João Barros seria o primeiro, André Martins o segundo e Francisco Salgado, a baixar um pouco os braços, o terceiro colocado. Se vivia-se momentos de grande emoção nos primeiros lugares a história não era muito diferente a seguir pois um grupo de oito pilotos trocavam constantemente de posição, cabendo a Miguel Fernandes encabeçar este mini pelotão. Infelizmente o azar bateu à porta do piloto da Beta quando ainda seguia em terceiro à frente de André Martins já que a sua montada deu problemas ao abordar uma das curvas do circuito e este piloto foi mesmo forçado a abandonar a corrida. Sendo assim quem ficou com a quarta posição à mercê foi Firmino Salazar que por aí se manteve até muito perto do final para, quando faltavam somente duas voltas, ver Paulo Rodrigues passar por si depois de passar quase toda a prova na sua cola a tentar subir na tabela. Bastante consistente andou Paulo Lopes no meio deste grupo já que depois de se instalar em sexto na quinta volta nunca mais daí saiu defendendo-se da melhor forma da pressão exercida inicialmente por Max Ferraz e mais para o final por parte de Luis Rodrigues. Este último piloto foi mesmo dos que mais variou na classificação pois se no início conseguia ocupar a sexta marca, à quarta volta era somente décimo. No entanto nunca baixou os braços e conseguiu terminar em sétimo adiante de André Almeida que, envolvido nesta bonita guerra, ocupou vários postos ao longo da corrida. No final o oitavo foi seu deixando o posto seguinte para Max Ferraz que depois de surgir nos primeiros postos na altura do arranque, viu-se envolvido no meio do pelotão em busca de melhores posições. No término da corrida não conseguiu melhor que a nona posição à frente de Ricardo Gonçalves que andou em décimo grande parte da prova e de forma mais tranquila.

 

O arranque para a segunda manga viu um duo em disputa pelo holeshot, mais concretamente Francisco Salgado e João Barros, no entanto coube ao piloto da Honda o domínio a partir da primeira passagem pela meta logo seguido pelo recruta da KTM. Durante quatro voltas estas posições não sofreram alterações com os pilotos a aproveitarem para se distanciar da perseguição, mas à quinta volta Barros fazia a melhor volta da corrida e conseguia subir ao primeiro posto o que poderia fazer antever uma corrida solitaria a partir desse momento. Se alguém pensou dessa forma enganou-se redondamente pois Salgado nunca abdicou dos seus objetivos de vencer e manteve viva a luta com o seu adversário, ao passo que um pouco mais atrás e em recuperação vinha André Martins que não tinha conseguido arrancar muito bem. De facto à medida que o tempo passava este trio intensificava as suas pressões e, na última volta, Martins conseguiu mesmo subir a segundo embora tal já se mostrasse demasiado tarde para pensar igualmente em vencer. Contas feitas Barros obtinha novo triunfo na frente de Martins e Salgado atingia o último lugar do pódio. Na guerra dos postos seguintes dois pilotos não se largaram durante todo o tempo com Firmino Salazar a rodar sempre na frente de Luis Rodrigues, não podendo nenhum deles cometer erros senão perdiam todas as hipóteses de um melhor lugar. No final estes seriam quarto e quinto respetivamente, ficando Max Ferraz com o sexto posto depois de conseguir imprimir um ritmo muito mais consistente do que na manga inaugural e mantendo sempre a concorrência à distância para que não perdesse lugares. Também muito regular e a ocupar quase sempre o mesmo lugar nesta prova este Paulo Lopes que, apesar de ter Paulo Rodrigues, André Almeida e Rui Ribeiro muito próximos, nunca deu facilidades ao restantes pilotos para ser o sétimo classificado adiante de Rodrigues. Ascendo a oitavo à terceira volta por troca com Rui Ribeiro o piloto da Yamaha nunca mais foi desalojado desse posto ao contrário de Ribeiro que ainda acabou por quebrar a três voltas do fim para ser ultrapassado por Almeida que seria o nono e Ribeiro o décimo.

 

A terceira e última manga do dia voltou a ter Francisco Salgado como o autor do holeshot e na sua companhia seguiam os dois principais adversários João Barros e André Martins. Durante algumas voltas estes pilotos foram-se mantendo próximos, mas Martins acabaria por não conseguir acompanhar o ritmo do outro duo e assim a guerra pela vitória ficou entregue a Salgado e Barros. Apesar de estar constantemente a tentar ultrapassar as investidas de Barros mostraram-se infrutíferas e Salgado conseguia a sua primeira vitória do ano na frente de Barros, cabendo o terceiro posto para André Martins. Regularidade foi a palavra de ordem para Paulo Lopes que ocupou o quarto posto durante toda a corrida, embora ainda tenha tido uma pequena esperança de subir na classificação pois Martins, ao perder tempo para os líderes, foi também permitindo a aproximação de Lopes. Mesmo assim a tabela não se alterou e Lopes seria o quarto colocado na frente de um trio que rodou sempre junto. Apesar da proximidade entre eles nestes três pilotos apenas existiu uma troca de posições entre Firmino Salazar e André Almeida a meio da corrida com o piloto da Husqvarna a conseguir a quinta marca adiante de Almeida e de Luis Rodrigues que fechou todo o tempo este mini pelotão nunca conseguindo suplantar os oponentes. Também próximos entre si andaram Rui Ribeiro, Paulo Rodrigues e Ricardo Gonçalves embora com poucas trocas de lugar, ficando o piloto da Suzuki em oitavo e o da Yamaha em nono, cabendo a Ricardo Gonçalves encerrar o top 10 depois de perder algum tempo para os adversários quando estávamos a sensivelmente meio da corrida.

 

Feitas as contas finais do dia João Barros regressava ao lugar mais alto do pódio depois de ver a sua série vitoriosa ser interrompida em Lustosa por Daniel Pinto, sendo ladeado por Francisco Salgado e André Martins neste evento. Em termos de Campeonato Barros aproveitou para aumentar a sua vantagem sobre Francisco Salgado para dez pontos ao passo que Firmino Salazar subiiu a terceiro mas já com uma desvantagem de trinta e oito pontos face ao líder. Na classe Pró José Alfonso não teve oponentes e por isso foi o único a subir ao pódio mantendo-se este Campeonato sem pontuação por não haver número mínimo de pilotos exigidos para tal. Em termos de equipas a Xavimoto CCGraphics Racing Team têm já uma confortável margem sobre a JPM Motos Brothers Garage, cabendo à PRL o último lugar do pódio.

 

Após três semanas de interregno o Regional PentaControl regressa às pistas já este fim de semana, 3 de Junho, naquela que promete ser mais uma grande tarde de corridas repletas de espetáculo e emoção. Tarouca é o palco escolhido e depois dos elogios colhidos em 2017 certamente apresentará um circuito em excelentes condições para o público poder assistir a esta prova de Mx. Não percam, valerá a pena.

 

ELITE

               João Barros - 1º Lugar                                 Francisco Salgado - 2º Lugar                             André Martins - 3º Lugar

sjpesqueira2 2018-elite 89 1    sjpesqueira2 2018-elite 248 1    sjpesqueira2 2018-elite 80 1

               Firmino Salazar - 4º Lugar                                Paulo Lopes - 5º Lugar                                  Luis Rodrigues - 6º Lugar

sjpesqueira2 2018-elite 88 1    sjpesqueira2 2018-elite 181 1    sjpesqueira2 2018-elite 836 1

             Paulo Rodrigues - 7º Lugar                               André Almeida - 8º Lugar                                   Max Ferraz - 9º Lugar

sjpesqueira2 2018-elite 285 1     sjpesqueira2 2018-elite 551 1     sjpesqueira2 2018-elite 300 1

          Ricardo Gonçalves - 10º Lugar                          David Carballo - 11º Lugar                              Diogo Monteiro - 12º Lugar                           

sjpesqueira2 2018-elite 188 1     sjpesqueira2 2018-elite 241 1     sjpesqueira2 2018-elite 601 1

                Rui Ribeiro - 13º Lugar                                  José Montero - 14º Lugar                            Miguel Fernandes - 15º Lugar       

sjpesqueira2 2018-elite 245 1     sjpesqueira2 2018-elite 191 1     sjpesqueira2 2018-elite 517 1

              Jorge Conde - 16º Lugar                                 Paulo Barros - 17º Lugar                            Mário Patrão - Sem Classificação   

sjpesqueira2 2018-elite 28 1     sjpesqueira2 2018-elite 101 1     sjpesqueira2 2018-elite 7 1

       Rodolfo Castro - Sem Classificação                            Arranque 1ª Manga                                         Arranque 2ª Manga   

sjpesqueira2 2018-elite 19 1     sjpesqueira2 2018-elite arranque 1     sjpesqueira2 2018-elite arranque 2

                  Arranque 3ª Manga      

sjpesqueira2 2018-elite arranque 3

PRÓ

                José Alfonso - 1º Lugar           

sjpesqueira2 2018-pro 391 1